sábado, 31 de outubro de 2009

SP quer instalar chips em veículos para substituir radares

Todo governo tem por objetivo ajudar ao cidadão. Correto? Nem sempre, no caso do nosso governo municipal (assim como o estadual e federal) tem por objetivo viver cada vez sob dependência do cidadão.

A imaginação fértil na criação de taxas e impostos e a voracidade na arrecadação faz com que nós contribuintes sejamos cada vez mais punidos do que recompensados (mesmo que todo poder emana de nós mesmos).

Agora a mais nova idéia é a instalação de um chip capaz de monitorar o condutor em todos seus passos, e logicamente aplicar-lher a punição que a autoridade lhe impor, inclusive, como a própria reportagem diz, a possibilidade (e quando eles dizem possibilidade você já sabe que é possível mesmo) da implantação de sistema de pedágio, mas quando será que iremos receber do estado o nosso direito? Quando seremos indenizados, não pela vergonhosa forma de pagamento por precatórios, pelos atrasos incorridos em nossos compromissos pela notória incompetência de quem administra a nossa cidade, estado e páis?

Isso sem contar a vergonha da saúde, educação e segurança. Bem, segue abaixo a reportagem da Folha de São Paulo:


O secretário municipal dos Transportes de São Paulo, Alexandre de Moraes, informou que a prefeitura pretende instalar chips nos mais de 6 milhões de veículos da cidade, para monitorar a velocidade dos condutores e substituir os radares em 2011. A informação é da Folha de S.Paulo.

Segundo ele, o monitoramento será feito por antenas que mapearão 100% das vias da cidade. "Com essas antenas, não haverá necessidade mais de instalação de novos radares, porque elas poderão funcionar como radares para velocidade, para leitura automática de placas, para determinar que numa determinada via naquele momento só possam passar caminhões", afirmou.
Moraes afirmou ainda que o novo sistema poderá desafogar o tráfego. "Hoje, quando tem uma blitz, há necessidade daquele afunilamento, de ir parando carro por carro. Esse sistema, já com uma distância razoável, vai apontar qual é o veículo que está irregular, seja irregularidade administrativa ou irregularidade penal, veículo furtado ou roubado", disse o secretário.

Ele também afirmou que não há motivos para preocupação com relação ao sigilo das movimentações do proprietário do veículo. "Não há a mínima possibilidade de o operador que verifica o tráfego de veículos saber instantaneamente qual é o proprietário daquele veículo. Há uma série de codificações", disse. "Esse é um ponto para a população ficar absolutamente tranquila."

O secretário ressaltou que a prefeitura arcará com o custo de instalação dos chips. O prefeito da cidade, Gilberto Kassab (DEM), disse que a nova tecnologia permitirá a instalação de pedágios urbanos, mas disse que isso não vai ocorrer. "Nas cidades que quiserem implantar o pedágio, é evidente, é uma tecnologia que pode ser usada. Na cidade de São Paulo, não haverá pedágio urbano", afirmou.

Um comentário:

Jocleilson disse...

Boa Tarde Prof. Schia.
Bom, não adianta mais agente falar em indignação, em falta de vergonha, roubalheira ou algo parecido!
São taxas, tarifas, impostos e muito mais que nos enfiam goela abaixo sem que agente tenha a opção de no minimo questionar.
Isso sem contar as proibições que nos geram multas. prisões e muito mais.
Enquanto agente, que vota e poe no poder esse pessoal, não prestar atenção e votar investigando bem o passado desses camaradas, nada vai mudar, e ainda tem essa mulecada que está começando a votar hoje mas só pensa no "Oba-Oba" e vota no candidato mais engraçado sem se preocupar com o que esse cara vai fazer nos próximos 4 ou 8 anos.
Por essas e outras que o país continua sendo o país do futuro, só que o tal futuro esperado, não chega nunca.
E se prepara pq o "rombo" da Copa do Mundo e das Olimpiadas entá pra chegar...